Category: Cinema

Anti-herói Americano

Posted by on 04 Feb 2014 at 19:11 in Cinema

American Splendor

Anti-herói Americano de Shari Springer Berman & Robert Pulcini

Quem diz que americanos não sabem fazer bom cinema é pq não conhecem o cinema independente deles. American Splendor, título original e também dos quadrinhos de Pekar, é um excelente exemplo de criatividade. É um mix de ficção e documentário, adicionando ainda um pouco de quadrinhos. O filme conta um pouco da história de Harvey Pekar, um típico loser americano que decide transformar sua rotina em quadrinhos. Os atores estão perfeitos, principalmente pq temos em cena também o verdadeiro Pekar e os outros personagens. O filme é sarcástico e irônico assim como o humor de Pekar.

O Senhor dos Anéis

Posted by on 04 Mar 2004 at 04:37 in Cinema

Aragorn's Coronation by Anke Eissmann

Pérola que escutei outro dia na fila do banco: “Fotografia, edição, direção… isso a gente não iria ganhar nunca. Mas roteiro adaptado tinha que ter ganho. Cidade de Deus é história real, aconteceu mesmo. Não aquela merda de Senhor dos Anéis, que é tudo de mentira”.

Roteiro adaptado não é questão de ser baseado numa história verídica ou não, e sim a qualidade que é feita a adaptação. E eu acho que Senhor dos Anéis: O Retorno do Rei mereceu todos os prêmios.

Boromir's Funeral by Anke Eissmann

Eu terminei de ler tem + ou – mês. O livro é fantástico e muito mais rico que o filme (como quase todas as adaptações feitas para o cinema). Contém muito mais personagens e complexidades. É emocionante, empolgante e triste. É um outro mundo e uma vez que você mergulha pra dentro desse mundo não quer mais voltar.

Éowyn and Faramir by Anke Eissmann

Peter Jackson fez um excelente trabalho e está de parabéns. Claro que tem várias coisas fizeram falta nos filmes… um exemplo é a história entre Éowyn e Faramir (que é um dos melhores personagens do livro e foi mal aproveitado no filme). Enfim… como eu não quero me despedir tão cedo do universo de Tolkien estou lendo agora o Silmarillion.

todas ilustrações por Anke Eissmann